top of page

4 maneiras nas quais o metaverso pode impactar de forma positiva nas suas operações comerciais

Não há dúvidas! A próxima evolução da internet, caracterizada pelas experiências virtuais imersivas, já está em andamento e esse futuro traz diversas oportunidades para as empresas aprimorarem seus processos internos.


Assim, trouxemos quatro exemplos de como essa internet mais imersiva pode ajudar nas suas operações comerciais.

  1. Venda e marketing: O metaverso traz muitas novas maneiras de interação das marcas com seus clientes. Por exemplo: experiências imersivas, itens colecionáveis ​​exclusivos e conteúdo de marca como NFTs, funções de teste virtual e produtos digitais megapersonalizados. Como tal, agora é o momento perfeito para experimentar publicidade e marketing no metaverso. Você pode oferecer NFTs colecionáveis, como a Nike e a Coca-Cola já fizeram, ou ainda usar NFTs para certificar a propriedade e autenticidade de um produto, aumentando assim a exclusividade da sua marca e protegendo contra produtos falsificados. O que acha de anunciar em outdoors em uma plataforma metaverso? Configure um espaço de varejo ou marca nesse mundo virtual. Crie um jogo envolvente com o tema. Patrocine eventos e shows no metaverso. Colabore com influenciadores e embaixadores da marca de novas maneiras. E não é só! Você também pode usar o metaverso para que os clientes realizem transações como uma alternativa aos pedidos em seu site ou por meio de um aplicativo. Por exemplo, os clientes da Dominos já podem pedir pizza na Decentraland e recebê-la no mundo real (O McDonalds tem planos de fazer algo semelhante). Considere também integração de transações blockchain na jornada do cliente, já que cada vez mais clientes esperam pagar por bens e serviços de sua carteira digital.

  2. Fornecer suporte ao cliente no metaverso: Bem-vindo à era do atendimento ao cliente metaverso em que as empresas podem oferecer suporte e se comunicar com os clientes em 3D em tempo real. Isto pode assumir muitas formas. Um exemplo é fornecer instruções imersivas para ajudar os clientes a montar e configurar um produto, substituindo manuais de instruções semelhantes a tomos (ou aquelas instruções misteriosas da IKEA) por demonstrações de produtos em 3D em realidade virtual (VR). Alternativamente, você pode usar a tecnologia de realidade aumentada (AR) para sobrepor instruções e ações ao produto do mundo real por meio do smartphone do cliente. Quando os produtos falham, os problemas podem ser diagnosticados visualmente em tempo real pela equipe de suporte remoto que pode visualizar o produto por meio de um link de vídeo. Em seguida, eles poderiam fornecer instruções aprimoradas de AR para ajudar o cliente a resolver o problema sozinho, sem a necessidade de envio do produto à assistência ou de técnicos para visitas domiciliares. Imagine quanto tempo e dinheiro isso poderia economizar para uma empresa média. Quando se trata de atendimento ao cliente, os chatbots de IA ou mesmo agentes humanos podem assumir a forma de avatares virtuais que conversam com os clientes no metaverso. Isso poderia ajudar a construir relacionamentos mais fortes com os consumidores e fornecer uma experiência pessoal mais envolvente (certamente em comparação com uma função básica de chatbot).

  3. Tornando o trabalho remoto mais envolvente e colaborativo: O futuro do trabalho a longo prazo exigirá uma abordagem muito mais imersiva às reuniões remotas e ao trabalho remoto. A boa notícia é que, graças às ferramentas imersivas de coworking, é cada vez mais possível sentir que estamos na mesma sala que colegas distantes. Algumas empresas estão chegando ao ponto de criar um escritório virtual. Um escritório digital (que pode ou não ser uma réplica do escritório do mundo real), completo com estações de trabalho virtuais e salas de reuniões virtuais, acessadas através de headsets. Graças às ferramentas de construção de metaversos, como o Unreal Engine 5, é fácil construir seu próprio mundo virtual onde colegas podem colaborar. Você pode usar uma ferramenta como o Matterport para criar um gêmeo digital do seu espaço de escritório do mundo real ou pode se sentir em casa em uma das plataformas de metaverso existentes, como o Horizon Workrooms da Meta – um ambiente virtual imersivo de escritório e sala de reuniões. Se o Meta conseguir o que quer, o Horizon Workrooms será onde iremos para fazer o nosso trabalho no futuro.

  4. Usando tecnologias imersivas para melhorar os processos de RH: O recrutamento, a integração e o treinamento podem ser aprimorados com tecnologias do metaverso. O metaverso pode fornecer uma nova forma de atrair e recrutar talentos. Por exemplo, a agência criativa BBH Singapore recriou seu escritório virtualmente para sediar uma feira de carreiras aberta. A ideia foi dar aos candidatos uma noção de como é realmente trabalhar na empresa. A nova tecnologia pode também pode fornecer uma maneira única de integrar novas contratações. Empresas como a Accenture já integraram funcionários no metaverso, com os novos contratados usando um óculos VR no primeiro dia. A ideia é oferecer uma experiência focada para novos recrutas, permitindo-lhes aprender, completar diversas funções de RH e interagir com colegas sem as distrações de um trabalho agitado ou de um escritório em casa. Finalmente, a formação pode se tornar mais envolvente graças a VR e a AR. A VR, em particular, pode fornecer uma experiência altamente interativa que simula bem qualquer cenário que você desejar – desde atender um cliente difícil em uma loja até lidar com situações de emergência e perigosas. Enquanto isso, a AR pode ser usada para fornecer instruções mais visuais e orientar os funcionários em ações específicas. Essas soluções de treinamento imersivas significam que o treinamento pode ser realizado no local e altamente personalizado. E como o treinamento é virtual, os trainees podem cometer erros e aprender com baixo risco.



13 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page